Microsoft anuncia o lançamento oficial do Windows 10!

 

Olá Pessoal,

A Microsoft acabou de anunciar em suas mídias sociais o lançamento oficial do seu novo sistema operacional, o Windows 10!

Este promete ser o mais poderoso, seguro, flexível e revolucionário sistema operacional já lançado pela empresa. Com uma versão bastante robusta e cheio de novidades, a expectativa é que ele rapidamente supere os recordes já alcançados pole seu antecessor, o Windows 8.

Sua versão final está prevista para ser lançado no próximo dia 29 de Julho, mas você já pode baixar a versão Preview do produto para testar e conhecer tudo que o novo Windows tem para oferecer.

Como começar?

Para começar, você já pode assistir uma série de vídeos disponíveis no MVA sobre o Windows 10, para isso basta acessar o link (http://bit.ly/cursowindows10).

Visite também o site do próprio Windows 10, lá você encontrará uma lista com várias dicas sobre como usar o produto, para isso acesse (http://alturl.com/gakfb)

Fique de olho nas mídias sociais e aqui mesmo no blog, logo mais chegaremos com outras novidades!

Tech Showcase – Dicas e Truques para o Exame 70-410

Olá pessoal,

A partir desta semana, começaremos a disponibilizar os vídeos dos eventos Tech Showcase feitos pela Green Treinamento em parceria com a Microsoft nos meses de Dezembro, Janeiro, Fevereiro e Março. Começaremos com o vídeo apresentando uma série de dicas sobre o Exame 70-410 que fala sobre instalação e configuração do Windows Server 2012.

A apresentação utilizada no vídeo está disponível para download no site do TechNet onde também pode ser encontrado o eBook do Windows Server 2012.

Criando discos Base para o Hyper-V

 Olá pessoal,
No Post de hoje, irei demonstrar uma maneira simples de criar um disco base para a instalação de seu Sistema Operacional durante a criação de seus laboratórios de teste ou até em um ambiente de produção.
Ao invés de ficar instalando máquina a máquina o seu ambiente, você irá instalar uma vez o Sistema, em seguida irá configurar ele como base para a criação dos demais ambientes, poupando assim tempo na criação de um ambiente maior.
Para começar, instale e configure o seu sistema operacional que será utilizado como base, no nosso caso estou utilizando o Hyper-V no Windows 8 Enterprise e instalei uma cópia do Windows 2012 Datacenter, mas vale lembrar que esses passos podem ser executados com qualquer outro sistema operacional Microsoft.
Após instalar e configurar o sistema, iremos limpar a imagem para permitir a duplicação da mesma sem problemas, para isso iremos usar a ferramenta SYSPREP.EXE, agora nativa no Sistema Operacional. Em versões anteriores do Windows Vista, você precisará instalar o Resource Kit para ter acesso a mesma!
Vamos agora ao passo a passo então:
Passo 1 – No sistema operacional Guest, acesse c:\windows\system32\sysprep, em seguida duplo clique em sysprep.exe.

sysprep-01Passo 2 – Ajuste as configurações conforme apresentado na imagem abaixo, onde vamos configurar o sistema para executar OOBE, com a função Generalize e em seguida iremos desligar o micro.

sysprep-02Passo 3 – Após a máquina efetuar o desligamento, iremos exportar a VM. Para isso, clique com o botão direito sobre ela e selecione Exportar.

sysprep-03
Passo 4 –  Aponte um local para salvar a VM exportada conforme apresentado na imagem abaixo.
sysprep-04
Passo 5 – Agora a partir de um Prompt de comando, irei executar alguns passos básicos para salvar apenas o VHD, que neste momento é o que nos interessa. Neste caso, eu faço uma cópia dele para a pasta raiz criada anteriormente e renomeio ele para um nome padrão, no meu caso aqui usei Base-Ws2012.vhdx

sysprep-05

Pronto! O seu disco base está criado e pronto para ser usado. Retorne ao Hyper-V e delete a VM criada anteriormente como referência e agora vamos começar a criar as novas VMs com base no VHD criado nos passos anteriores.
Neste caso, utilizaremos discos do tipo diferenciais para a criação das novas máquinas virtuais, mas como isso não é possível já no wizard de criação da ferramenta, iremos criar nossas VMs sem VHD e após a criação da mesma, adicionaremos o novo VHD.
sysprep-06

Já com a VM criada sem VHD, acesse as configurações da mesma clicando com o botão direito nela e selecionando Configurações.
Vá até a Controladora IDE 0, selecione no painel ao lado direito a opção Disco Rígido e em seguida o botão Adicionar.

sysprep-07

Na tela Tipo de disco, selecione Diferenciação (Disco diferencial), clique em avançar, defina o local onde irá armazenar o mesmo e continue avançando.

sysprep-08

Quando chegar na tela Configurar Disco, aponte para o local onde salvou o seu disco Base criado anteriormente, no meu caso apontei para c:\Base-WS2012\Base-WS2012.vhdx

sysprep-09

Pronto, agora é só concluir o Wizard e fechar as propriedades da VM. A partir daqui basta iniciar a mesma e começar com as configurações iniciais e posteriormente implementar o seu ambiente.
Agora você perderá menos tempo criando máquinas para teste em seu laboratório e sobrará mais tempo para estudar!

Laboratórios Virtuais Windows 2012

Virtual-labs

Olá pessoal,

Conforme comentei no Evento Tech Showcase de hoje pela manhã, segue o acesso ao labvirtual da Microsoft onde vocês poderão experimentar o novo Servidor Windows 2012.

Lá vocês encontraram um ambiente montado com vários laboratórios propostos que poderão ser utilizados por até 2 horas.

Virtual-labs2

O ambiente é todo acompanhado por um passo a passo quer será fornecido em um ambiente paralelo e toda a estrutura necessária para cada Lab já está montada e funcionando.

Clique aqui para ter acesso aos labs virtuais!

Para quem quiser assistir os vídeos referentes a parte de Networking que gravamos no MVA vocês podem acessar o link da Academia Virtual.

Não esqueçam também que a Green está com uma super promoção para os participantes do evento, onde vocês terão uma série de vantagens legais ao se matricularem para a nova formação 2012.

Bons estudos para todos e que venham muitas certificações!

Criando Usuários no Active Directory Usando script PowerShell

Olá Pessoal,

Segue mais uma dica legal para ser testada no Windows Server 2012, mas essa também vale para o Windows 2008 R2.

Postei no site do TechNet um conjunto de arquivos que podem ser utilizados para automatizar a criação de usuários no Active Directory com base em um arquivo CSV e um arquivo PS1.

Baixem os arquivos na Galeria do TechNet e testem a operação.

Para criar um arquivo CSV de forma simples, vocês podem consultar também uma outra publicação no mesmo site.

Bons Testes!

Explorando o Windows Server 2012 – Atualizando seu Controlador de domínio 2008 para 2012

Olá pessoal,

Estou criando uma série de vídeos sobre o Windows 2012 e irei publicá-los durante o mês de Dezembro. A ideia é passar algumas dicas sobre configurações básicas do novo Servidor para que vocês possam conhecer e eventualmente testar a ferramenta.

Neste vídeo eu apresento uma maneira simples de atualizar seu Controlador de domínio Windows Server 2008 para Windows Server 2012.

 
Para quem quiser testar o Server 2012, pode baixar uma versão de avaliação no link http://alturl.com/jrp5d

SYSPREP – Como utilizar…

Olá pessoal,

Achei esse link no TechNet Wiki, ele é bastante interessante e demonstra de forma simples a utilização do SYSPREP, vale a pena dar uma olhadinha nele.

A ferramenta System Preparation (Sysprep) prepara uma instalação do Windows para duplicação, auditoria e para entrega ao cliente. Entende-se  “entrega ao cliente” quando, após uma instalação limpa, se instala os drivers adicionais e aplicações e usa o Sysprep para preparar uma imagem customizada para ser entregue ao cliente. Duplicação, também chamado de imagem, permite você capturar uma imagem do Windows personalizada que pode ser reutilizada em toda a organização. O modo de auditoria permite que se adicione drivers de dispositivos adicionais ou aplicações para uma instalação personalizada do Windows.

Este artigo abordará cada um desses cenários onde o Sysprep pode ser utilizado, bem como seus benefícios e suas limitações.
Vamos falar sobre os cenários, ou modos, que se pode utilizar o sysprep.
1) Criação Build-to-Plan (BTP) de uma imagem do Windows:
Neste cenário, se pode criar uma única imagem de referência do Windows para instalar em computadores que utilizem a mesma configuração de hardware. Pode-se, ainda, personalizar uma instalação única do Windows, instalando-o e em seguida, incluindo os drivers e aplicativos adicionais. Após o procedimento anterior, captura-se a imagem do Windows e a usa para instalar em seus computadores. Não é preciso fazer mais modificações adicionais nesta imagem.
Passo-a-passo para a utilização deste cenário:
1) Instala-se o Windows em um computador de referência;
2) Depois de instalado, se faz a instalação dos drivers ou aplicações;
3) Depois de atualizar a instalação do Windows, se executa o comando sysprep / oobe / generalize. A opção / generalize instrui o Sysprep para remover dados específicos do sistema do Windows instalado. As informações específicas do sistema incluem: os logs de evento (Event Viewer), o identificador único de segurança (SIDs) e outras informações exclusivas. Após as informações do sistema original serem removidas, se desliga o computador. A opção / oobe instrui a instalação do Windows para executar oWindows Welcome na próxima vez que o computador for inicializado;
4) Após o computador reiniciar, você pode efetuar o boot normalmente;
Exemplo: Sysprep_01 
Sysprep_02 
Sysprep_03 
Sysprep_04

Neste exemplo, o Sysprep foi executado em uma VM do Windows 7 que servirá de disco diferencial. Ao finalizar, a VM será desligada. Pode-se usar a imagem como disco diferencial. O ganho de tempo é relevante, se compararmos com uma instalação normal, além de não consumir muito espaço em disco.
 
2) Criação Build-to-Order (BTO) de uma imagem do Windows:
No cenário BTO, vamos começar com uma imagem de referência do Windows. Depois de instalar esta imagem de referência, faremos as atualizações adicionais para as instalações do Windows que serão únicas para o computador. Em geral, estes aplicativos ou atualizações são solicitados pelo cliente. Ao iniciar em modo de auditoria, instalaremos os dispositivos adicionais e as aplicações específicas para o computador.
A diferença entre os cenários BTP para o BTO é que as alterações adicionais feitas nas instalações de referência do Windows são únicas para o computador.
Passo-a-passo para a utilização deste cenário:
1) Inicie uma imagem de referência do Windows que deseja aplicar a todos os computadores da empresa;
2) Instale em um computador uma imagem de referência do Windows que deverá ser entregue ao cliente;
3) Depois de finalizar a instalação, execute o comando sysprep / audit / generalize / shutdown para configurar o Windows a iniciar no modo de auditoria.
4) Use a nova imagem de referência do Windows para instalar em outro computador. A imagem será aplicada no computador e o Windows executará o boot pelo modo de auditoria;
5) Instale as aplicações adicionais ou outros updates baseados nas solicitações do cliente. Você pode, também, testar o computador para verificar se todos os componentes estão funcionando corretamente;
6) Depois que atualizar a instalação do Windows, execute o comando sysprep / oobe / shutdown.
7) O computador estará pronto para ser entregue ao cliente e, quando ele executar o Windows, irá aparecer a tela Windows Welcome.
Iniciando pelo modo de auditoria
O modo de auditoria habilita que empresas OEM possam customizar rapidamente suas instalações Windows. No modo de auditoria pode-se instalar aplicações, adicionar drivers de dispositivos, executar scripts, testar e validar a instalação do Windows. O modo de auditoria não requer que as configurações doWindows Welcome sejam aplicadas.
Tipicamente, o Windows iniciará o Windows Welcome imediatamente após a instalação. Entretanto, para iniciar pelo modo de auditoria, teremos que bypassar pelo Windows Welcome e iniciar diretamente para o desktop. Isso possibilita iniciar o processo de customização o mais rápido possível.
Além disso, com o modo de auditoria habilitado, você pode verificar se o computador encontra-se funcional antes de entregar ao cliente. Pode-se verificar se a primeira experiência do usuário executará como esperado, e as costumizações OEM e as informações sobre as opções de suporte da empresa estarão presentes.
Existem muitas maneiras de iniciar pelo modo de auditoria:
  • Para instalações assistidas, na tela do Windows Welcome, pressione as teclas CTRL + SHIFT + F3;
  • Em uma instalação desassistida, adicione o componente Microsoft-Windows-Deployment à configuração oobeSystem. Na configuração Reseal | Mode, especifique Audit. Quando o Windows completar a instalação, o computador reiniciará no modo de auditoria;
  • Execute sysprep /audit no prompt de comando.
Para mais informações sobre o modo de auditoria, clique aqui!.
Depois que forem realizadas as configurações na instalação do Windows, pode-se preparar o computador para ser entregue, executando o comando sysprep /oobe. A opção /oobe instrui o Windows a executar o Windows Welcome na próxima vez que o computador iniciar.
Seguem, abaixo, algumas limitações do Sysprep:
  • O Sysprep não deverá ser adotado como opção para upgrade de SO. Somente para imagem em instalações limpas do Windows;
  • Os dispositivos plug-and-play dos computadores de referência e destino, devem ser instalados antes de gerar a imagem;
  • O relógio para ativação iniciará na primeira vez que o Windows iniciar. Pode-se usar o Sysprep três vezes, no máximo, para resetar o relógio do Windows Product Activation. Após a terceira vez, o relógio não resetará mais;
  • O Sysprep executará somente em um computador membro de um grupo de trabalho. Não em um membro do domínio. Se o computador já estiver adicionado ao domínio, após executar o Sysprep, ele removerá o computador do domínio;
  • Não execute o Sysprep em partições, ou volumes, NTFS em que as pastas e arquivos esteja criptografados, pois estas pastas ou arquivos ficarão completamente ilegíveis ou corrompidas;